A importância do Nelore no Brasil

A importância do Nelore no Brasil

Durante a época da colonização do Brasil, bovinos de origem europeia foram trazidos nos navios junto com os colonizadores para suprir a demanda por proteína da população. Entretanto, estes animais tinham pouca resistência ao clima e aos desafios ambientais do novo continente, e apresentavam muitas doenças. Logo, em meados do século XIX o gado Ongole começou a ser importado da Índia para o Brasil e começou a ser utilizado como raçador sobre os animais europeus.

A expansão inicial do Ongole no Brasil se deu de forma lenta, mas logo a raça passou a ser conhecida como Nelore. Os pecuaristas começaram a identificar características interessantes na raça, como a boa habilidade materna e boa adaptabilidade ao clima brasileiro, resistência ao calor e aos ectoparasitas. Além disso, uma característica que chamava a atenção nestes animais era a grande capacidade de transformar fibras, mesmo as de baixa qualidade, em carne e leite. Em 1938 o registro genealógico do gado Nelore foi implantado e o seu padrão racial começou a ser definido a partir de então.

A partir dos anos 60, grandes importações de Nelore oriundos da Índia começaram a ser realizadas. Os animais trazidos em 1962 tiveram que sofrer uma rigorosa quarentena na ilha de Fernando de Noronha antes de serem introduzidos nos rebanhos brasileiros. Do lote trazido estão alguns genearcas conhecidos, como Kavardi, Golias, Rastã, Checurupadu, Godhavari, Padu e Akasamu. Os animais trazidos foram situados principalmente na região Centro-Oeste, e suas linhagens genéticas se perpetuam até os dias atuais nos rebanhos.

A Associação Brasileira de Criadores de Nelore (ACNB) foi fundada em abril de 1954 com o objetivo de consolidar o padrão racial do Nelore e oferecer suporte aos produtores. Oferecendo melhor custo-benefício para o pecuarista, hoje 80% do rebanho bovino brasileiro é de gado Nelore ou anelorado, e a raça possui a carcaça mais próxima dos padrões exigidos pelo atual mercado consumidor. A carne de Nelore brasileira é exportada para mais de 146 países, representando grande importância econômica para o agronegócio.

Marcada pelo sabor acentuado, suculência e maciez, a carne de bovinos Nelore com presença de marmoreio é uma realidade da pecuária de corte, o que demonstra o enorme potencial competitivo da raça para produção de linhas gourmet, com cortes de maior valor agregado.

O Grupo Água Tirada faz parte da história da consolidação do Nelore no Brasil e há 55 anos vem realizando a seleção de linhagens de raças pura, com precocidade, rusticidade e excelente ganho de peso diário.

 

Pecuária no Pantanal: o Modelo de Produção Ideal

Pecuária no Pantanal: o Modelo de Produção Ideal

O Pantanal possui diversos tipos de gramíneas (pastos) naturais e fertilidade das regiões alagadas todos os anos. Por esse motivo, o Pantanal atraiu a pecuária, que é praticada de forma extensiva na região desde o século XVIII. Além de contribuir com a sustentabilidade, o modelo de pecuária do Pantanal também contribui com a permanência do homem no campo, tendo importância social, além da econômica para a região.

A Importância da Conservação dos Solos

A Importância da Conservação dos Solos

Ao longo do tempo, a atividade agrícola vem se desenvolvendo cada vez mais. Isso ocorre porque à medida que a população mundial aumenta, a demanda por alimentos também aumenta de forma proporcional, e faz-se necessário desenvolver a agricultura para suprir a procura demandante por comida. Mas, antes de cultivar qualquer tipo de alimento, é necessário um solo bem conservado e fértil, capaz de proporcionar a germinação das sementes plantadas, independente de qual seja. Conservar os solos faz parte de um plano de futuro sustentável, onde haverá alimentos para todos. O uso seguro e conservacionista dos recursos da terra garante que haverá disponibilidade desses recursos para as próximas gerações.

 

Boas Práticas e Bem-Estar Animal no Manejo de Bezerros

Boas Práticas e Bem-Estar Animal no Manejo de Bezerros

A criação de bezerros requer uma série de cuidados e atenção redobrada aos detalhes do manejo que podem interferir significativamente nos resultados da produção final. Por esse motivo a adoção de boas práticas e bem-estar animal no manejo de bezerros é fundamental para garantir uma produtividade excelente na etapa final da criação dos bovinos.

Desmama lado-a-lado: por que adotar?

Desmama lado-a-lado: por que adotar?

A desmama lado a lado consiste na adoção de um sistema de desmama onde a vaca e o bezerro são colocados em dois piquetes próximos, o que permite que ambos mantenham o contato visual entre si.

Esse tipo de desmama é capaz de aumentar os índices de bem-estar animal e aumentar a taxa de ganho de peso diário dos animais. Saiba por quê você deve adotar esse sistema no seu plantel. 

Folheto: Mitos e Verdades Sobre a Carne - Edição Gases de Efeito Estufa

Folheto: Mitos e Verdades Sobre a Carne - Edição Gases de Efeito Estufa

A Embrapa Gado de Corte criou uma série de folhetos sobre os mitos e verdades sobre a carne. Com diversas ilustrações e linguagem fácil, a série é interessante para o público infantil, que desde cedo pode compreender como se dá o processo de produção de carne e como são utilizados os recursos naturais nos sistemas pecuários. Na edição "GASES DE EFEITO ESTUFA", o folheto demonstra como se dá o ciclo do carbono na atmosfera e explica como os humanos, animais e outros tipos de máquinas contribuem para a emissão de carbono na atmosfera e como as plantas são capazes de reciclar o carbono e transformá-lo em oxigênio, gás essencial para nossa sobrevivência.